Agendas estratégicas trocam experiências

Posted on Posted in CIDADANIA
Compartilhe:Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook
Seminário sobre agendas estratégicas

Da Agenda – A Associação Santa Cruz Novos Rumos (Ascnor) promoveu, na segunda-feira, 21/5,  no Clube União, em Santa Cruz, o Seminário Agendas Estratégicas Em Movimento, focado na troca de experiências entre os projetos desenvolvidos no Estado do Rio Grande do Sul (Agenda 2020) e nos municípios de Santa Maria  – Movimento “A Santa Maria que queremos” -, Vale do Paranhana –  Agenda Paranhana 2020 -,  e em Santa Cruz do Sul – Novos Rumos.

O presidente da  Ascnor, Flávio Haas, saudou os convidados do evento, destacando a união de esforços para a implementação do projeto no município, iniciado há quatro anos.

– Vamos continuar batalhando em busca dos resultados, pelo menos para que nossos filhos e netos saibam que tentamos – frisou ele.

O diretor da Agência de Desenvolvimento Pólo RS, Ronald Krummenauer,  diretor técnico da Agenda 2020 – O Rio Grande que a  sociedade quer, falou sobre os desafios dos projetos que utilizam a metodologia de visão do futuro.

Na Agenda 2020, por exemplo, ele destacou quatro pontos fortes de atuação: técnica, política, planejamento e marketing.

– O nosso grande desafio é encontrar o equilíbrio – disse.

A Agenda Paranhana 2020, que engloba os municípios de Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, Taquara e Três Coroas, foi apresentada pelo diretor da Câmara de Indústria e Comércio da região, Marcos Kaiser.

Ele destacou os resultados do trabalho realizado em seis anos de atuação, com destaque para a construção de 70 indicadores regionais, atualizados periodicamente .

–  Trabalhamos para ser uma região de primeiro mundo – destacou Kaiser.

O Projeto A Santa Maria que queremos foi apresentado pelo superintendente executivo da Agência de Desenvolvimento do município, Diogo de Gregori.

Ele falou sobre a organização da iniciativa que articula o desenvolvimento sustentável de Santa Maria e região, pela ação integrada entre o Poder Público, instituições de ensino, setor empresarial, associações afins e voluntários da sociedade.

Por fim, o executivo do Projeto Santa Cruz Novos Rumos, Carlos Esau, mostrou os resultados alcançados nos quatro anos da mobilização santa-cruzense.

– Ainda temos muito trabalho pela frente, principalmente no envolvimento da comunidade, mas temos avanços que nos estimulam a continuar – garantiu.

(Com informações da Four Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *