Câmara do Conselhão apresenta relatório

Posted on Posted in INOVAÇÃO E TECNOLOGIA
Compartilhe:Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook
Agenda 2020 participa da Câmara

Da Agenda –  As propostas para o relatório final da Câmara Temática Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico  foram expostas  na quarta-feira, 5/9, no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES–RS).

Ela foi criada em junho com o objetivo de  subsidiar uma política pública para o setor e teve a participação da Agenda 2020 através do diretor executivo Ronald Krummenauer.

Recomendações

Entre as recomendações propostas no relatório, estão:

a) Valorização do Programa RS Tecnópole e ampliação do comitê gestor do Programa;
b) Fortalecimento da governança e articulação de políticas de apoio aos parques tecnológicos;
c) Criação de centros de qualificação em engenharia e TI nos Pólos de Inovação:
d) Apoio às incubadoras tecnológicas;
e) Criação de centros urbanos de inovação ou cidades tecnológicas;
f) Criação de um Observatório de Políticas de Ciência e Inovação Tecnológica, ligado ao Conselho de C&T e à SCIT, com sede e sob coordenação da Secretaria da Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico;
g) Popularização da ciência a partir da integração com escolas de ensino fundamental e médio, em especial as escolas técnicas e universidades;
h) Recuperação da Fapergs e ampliação dos repasses de forma progressiva, com o objetivo de atingir o percentual constitucional de 1,5% até 2018;
i) Incentivo à Indústria Criativa no RS;
j) Promover a articulação e alinhamento com as políticas federais de fomento à Ciência, Tecnologia e Inovação, incluindo Finep, CNPq e Capes;
k) Priorizar a pesquisa e o desenvolvimento de tecnologias limpas, aproveitamento de recursos naturais, matérias–primas oriundas de fontes renováveis;
l) Mudança da matriz produtiva do Estado do RS, inserindo o desenvolvimento de produtos e serviços com alto valor agregado, com base tecnológica e derivados das atividades de CT&I;
m) Dedicar especial atenção do setor às pesquisas que beneficiem a área da Saúde.

(Com informações do Governo do Estado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *