Aprovação do projeto de previdência complementar é passo importante para o futuro do RS

Compartilhe:Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook

Foi aprovada na última quarta-feira, 16, pela Assembleia Legislativa – com 35 votos favoráveis e 5 contrários – o projeto da previdência complementar do serviço público estadual. A proposta determina que os futuros funcionários públicos se aposentarão com salários limitados ao teto do regime geral da Previdência – aplicado aos trabalhadores da iniciativa privada e governo federal –, hoje de R$ 4,6 mil. Para receber mais, terão de fazer contribuições extras.

“A aprovação é a melhor notícia para o futuro do Rio Grande do Sul em muitos anos. Dentro de 20 ou 30 anos iremos sentir os efeitos desta mudança e comemorar”

, diagnosticou o diretor executivo da Agenda 2020 Ronald Krummenauer.

Proposta recorrente da Agenda 2020, a medida tem como objetivo, a médio prazo, desafogar a porcentagem da receita do Estado comprometida com as aposentadorias. Segundo dados da Agenda, calculados pelo economista e voluntário do Fórum de Gestão Pública Darcy Carvalho dos Santos, a despesa previdenciária do RS representa hoje 35,2% da RCL (Receita Corrente Líquida), formando um déficit de 21,9% (ver no gráfico abaixo). Dentro da folha de pagamento do Estado, os servidores inativos representam 54% dos salários. Ou seja, mais da metade (54%) do que o governo paga aos servidores é para funcionários já aposentados.

Previdencia Pública 2015

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *