Volta às aulas: Como melhorar a educação do seu filho?

Compartilhe:Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Facebook

Alunos de volta às aulas. Famílias de volta à rotina. E nossa educação, no mesmo caminho, em direção a um desempenho sofrível… a menos que façamos alguma coisa para mudar esse cenário.

volta-as-aulas

Sim, há alguma coisa que podemos fazer agora mesmo em prol da educação que nossos filhos recebem na escola.

A dica é simples. Talvez óbvia, pensarão alguns. Requer, contudo, uma mudança de postura dos pais, tanto na relação com a escola onde seu filho estuda – seja ela pública ou privada, como dentro de casa, no exemplo para os filhos.

Vamos lá então: de todos os fatores envolvidos na educação formal de nossas crianças e adolescentes, qual é aquele que tem maior impacto no processo de aprendizagem?

Acertou quem respondeu “o professor”.

Exatamente neste ponto focaram seus esforços os países que têm hoje os melhores resultados na educação.  E, olha só que coincidência: são os países que também oferecem melhor qualidade de vida a seus cidadãos.

Mas, voltando ao foco: o que nós, pais, podemos fazer?

Ninguém, em sã consciência, questiona o fato de que os professores de nossos filhos merecem melhores salários. Lavamos as mãos, no entanto, já que não temos como mudar essa realidade enquanto não houver vontade política. E o mesmo vale para outros aspectos como estrutura física das escolas, recursos didáticos etc…

Posso então concluir que se houver alguma coisa que esteja ao seu alcance, pai ou responsável, você está disposto a fazer? Vamos lá então. Deixemos os pontos em que não conseguimos atingir de imediato para uma próxima conversa e vamos diretamente àquilo que você pode fazer hoje, agora mesmo.

Se é essencial que nosso país valorize o professor, garantindo um salário e estrutura que permitam uma vida digna e da qual possam se orgulhar, é verdade também  que alguns aspectos essenciais para o bom trabalho do professor cabem aos pais: respeito e reconhecimento são fundamentais.

Para valorizar o professor do seu filho, não é necessário esperar que a escola, o governo, os políticos tomem ação alguma. Respeito e reconhecimento nascem dentro de casa e são levados para a sala de aula sem custo algum para os pais.

Seu filho tem noção da importância desse profissional que passa uma boa parte do dia com ele, tentando ensinar conteúdos que serão essenciais para que ele tenha uma vida digna, feliz, plena?

Não importa a idade, nem a série em que seu filho começa este ano letivo. Sua postura como pai e o respeito que demonstra pelo professor que vai acompanhá-lo durante o ano  é a maior lição que seu filho pode ter sobre como demonstrar respeito e reconhecimento ao professor.

Em geral, nessa época estão todos tão preocupados em organizar horário, transporte, material escolar, adaptação na escola, que se esquecem de quem de fato vai fazer tudo isso funcionar: o professor.

Não demora nada para que surjam os primeiros atritos e as primeiras reuniões com a coordenação da escola para reclamar que a professora não está sabendo lidar com seu filho.

E como saber que tipo de relação seu filho tem com a professora na sala de aula, você pode estar pensando. Simples: o tipo de relação que ele tem com você e com os familiares será replicado na escola.

Todos os países em que a educação funciona bem e tem ótimos resultados apresentam algo em comum, ainda que a prática pedagógica seja diferente: as famílias assumem a responsabilidade sobre a educação de seus filhos.

Ensinam que o professor deve ser respeitado. Praticam o diálogo como forma de alinhar diferenças ou esclarecer dúvidas. Nunca, jamais, os pais criticam ou humilham  o professor na presença dos filhos.

Isso não significa que não questionem ou que aceitem aquilo com o que não concordam. Mas cuidam de manter a imagem do professor preservada e valorizada perante os alunos. E, junto da escola, conseguem sempre manter somente os professores que de fato dão o melhor de si em prol da educação de cada aluno. Nunca, porém, sem o esforço do próprio aluno e sem o envolvimento da família.

Seu filho precisa de ajuda para aprender como se organizar para os estudos ou para criar o hábito de fazer a tarefa de forma produtiva? Peça ajuda. Não jogue para o professor toda a responsabilidade pelo desenvolvimento de habilidades que deveriam ser compartilhadas com a família. Não sabe como ou o que fazer? Procure ajuda.

Demonstre sempre que possível o reconhecimento por essa profissão, sem a qual nenhum outro profissional se formaria. Ensine seu filho a respeitar o professor que o recebe agora para mais um ano que será fundamental na vida de cada aluno.

E fique atento a como essas pequenas atitudes já farão diferença na educação de seu filho.

Agora sim, um excelente ano para todos nós: pais, professores e alunos!

Fonte: Socorro Meu Filho Não Estuda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *