20 de outubro de 2014

AGRONEGÓCIO

agronegocio

O agronegócio é o setor econômico de maior tradição no Rio Grande do Sul. É incontestável seu impacto no desempenho da economia do Estado. Isto é, seu comportamento influencia sensivelmente os resultados dos indicadores econômicos do RS. O setor tem um significado estratégico não somente para geração de renda e emprego no campo, mas também para a evolução e para o desenvolvimento de todo o Estado.

Pela pertinência do tema, os voluntários do Fórum Temático do Agronegócio da Agenda 2020 destacaram dois objetivos a serem priorizados. O primeiro é potencializar a competitividade sistêmica das cadeias produtivas do agronegócio, eliminando ou minimizando os gargalos que diminuem a eficiência e limitam o resultado. Gargalos como a defasagem em logística, falta de mão de obra qualificada e poucos incentivos do governo, além da elevada tributação sobre os custos de produção e os entraves burocráticos para a liberação de licenças ambientais. A outra prioridade é intensificar a integração da produção agropecuária à rede de inovação e tecnologia existente.

Nesse sentido, vale destacar a necessidade de viabilizar um sistema de irrigação que reduza a dependência da agricultura aos fatores climáticos e aumente a produtividade das lavouras. Também é essencial para ampliar a competitividade do agronegócio no Estado que se reduzam os custos de produção. Nessa matéria, existem ações que devem ser realizadas “dentro da porteira” e outras “fora da porteira” dos empreendimentos gaúchos. Exemplo de prática, no primeiro caso, é a profissionalização de todas as etapas do agronegócio, trabalhando com foco em resultados e avaliando o desempenho do negócio. No segundo caso, melhorias na infraestrutura como energia, estradas, irrigação e alterações tributárias são demonstrações de ações que contribuiriam para o Estado dispor de um agronegócio moderno e competitivo.

agronegócio-agenda2020

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA PROPOSTA PARA O AGRONEGÓCIO

3 comentários sobre “AGRONEGÓCIO

  • Prezados (as),
    De há muito acompanho a “Agenda 2020”, sendo seguidamente referência quando em visitas/contatos pelo interior do Estado..
    Além das cadeias produtivas de Arroz e Carne Bovina – esteios do agronegócio e agroindústria do RS – entendo que seria conveniente agregar outros setores à Agenda 2020, entre eles a o Agro-Silvi-Pastoril.
    A atividade de Silvicultura é uma nova e grande opção, ampliando a diversificação do agronegócio gaúcho, quer no cultivo integrado, quer no cultivo de florestas comerciais ( acácia, eucalipto e pinus), matéria-prima indispensável para prodiução de celulose, papel, papelão, absorventes, papel higiênico, etc. além do mais, seu cultivo – florestas comerciais – protege as matas nativas remanescentes e incentivando sua ampliação.
    Assim, se for do interesse, coloco-me à disposição para ampliar considerações e atrair novos adeptos à Agenda 2020.
    Atenciosamente
    Normélio D. Eckert – 51.9981.8660

  • Prezados (as),

    Gostaria de lembrar que a Cadeia de Laticínios é muito importante no RS, garante renda para muitas famílias. Traz prosperidade a pequenas e médias propriedades rurais onde os produtores precisam ser incentivados a modernização de pastagens e processo produtivo.

    Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *